Notícias

Procon Tocantins  apreende quase 1.700 produtos impróprios para o consumo

02/09/2019 - Luciene Lopes/Governo do Tocantins

A operação que aconteceu no período de 21 a 30 de agosto em oito municípios do Tocantins fiscalizou 135 estabelecimentos, apreendeu 1615 produtos, gerou 25 notificações e 24 autos de infração.

O Procon Tocantins  por meio da Gerência de Fiscalização promoveu no período de  21 a 30 de agosto de 2019 uma ação nas pizzarias, distribuidoras de bebidas e lojas de conveniências. O trabalho realizado em Palmas, Gurupi, Araguaína, Porto Nacional, Dianópolis, Guarai, Colinas e Tocantinópolis serviu para verificar se os estabelecimentos estão em conformidade com as diretrizes de funcionamento estabelecidas por lei. Segundo o órgão de defesa, o objetivo dessas ações é sempre garantir os direitos dos consumidores.

De acordo com o levantamento, foram formalizadas 25 notificações e 24 autos de infração. No universo de 135 empresas fiscalizadas, foram apreendidos 1615 produtos apreendidos, sendo 1.415 em Palmas e 207 em Araguaína, todos com data de validade vencida. Cervejas, refrigerantes, picolé, trident, doces, sucos, leite, chocolates, energético, milho para pipoca, temperos, salgadinhos, doce de leite, pirulito estão entre os produtos apreendidos.

Além dessas apreensões, outras irregularidades como a ausência do CDC nos estabelecimentos e a falta de precificação nos produtos também foram constatadas durante operação. De acordo com o gerente de fiscalização do Procon Tocantins, Magno Silva, os locais foram notificados e receberam orientação para se  adequarem  à legislação em um prazo de 48 horas. “Os fornecedores que persistirem no erro serão multados com valores que variam de acordo a estrutura operacional de cada estabelecimento”, observou

Segundo o superintendente do Procon Tocantins Walter Viana, a  fiscalização das condições dos produtos alimentícios é uma das principais  preocupação do órgão, “alimentos com más condições de armazenamento e ou impróprios para o consumo é um sério risco à saúde dos consumidores. Por isso estamos constantemente com ações de fiscalização a fim de coibir essa negligência que ainda detectamos nos estabelecimentos”, finalizou

Denuncie

O consumidor que sentir lesado de seus direitos deve fazer denúncias por meio do Disque Procon 151, através do Whats Denúncia no (63) 99216-6840  e também junto aos 11  núcleos   https://procon.to.gov.br/institucional/nucleos-regionais/. Para formalizar a denúncia é preciso checar bem as informações, apresentar comprovantes e fotos para subsidiar as ações de fiscalização.