Notícias

Modernização e criação do Procon itinerante são apresentados à Secretaria Nacional do Consumidor

11/10/2018 - Thaise Marques/Governo do Tocantins

Modernização dos Núcleos de Atendimento e criação do Procon Itinerante no Tocantins foram os dois projetos apresentados pelo superintendente de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon/TO), Walter Nunes Viana Junior, em reunião com a secretária nacional do Consumidor, Ana Lucia Vasconcelos, nesta quarta-feira, 10, em Brasília.

Para o superintendente o momento foi oportuno para falar das demandas do Procon, os resultados positivos que serão alcançados para assegurar os direitos dos consumidores. “Apresentamos dois projetos de fundamental importância que vai aproximar ainda mais o Procon e os consumidores e fornecedores, através de uma estrutura moderna, assim como com atividades nos municípios tocantinenses”, destacou Walter.

A modernização dos Núcleos de Atendimento e criação do Procon/TO tem como objetivo reestruturar e oferecer melhores condições de trabalho aos servidores com foco de ampliar e dar mais agilidade nos atendimentos aos consumidores dos 139 municípios do Tocantins. Foi solicitado para os núcleos aparelhamentos moderno como notebook, câmeras fotográficas, computadores, scanner, mesas de trabalho, entre outros.

Já a Criação do Procon Itinerante, tem como  objetivo promover ações relativas a defesa do consumidor nas cidades que não possuem os núcleos de atendimento. O projeto visa ainda, alcançar o maior número de consumidores através dos programas desenvolvidos pelo órgão voltados para Educação para o Consumo.

Estes projetos fazem parte do Eixo Temático “Proteção e Defesa do Consumidor” e tem como foco a modernização administrativa e a educação para o consumo. “O Governo do Tocantins tem investido no trabalho de prevenção e orientação através da educação dos consumidores e busca da maior resolutividade das demandas”, afirmou o gestor.

Os projetos apresentados atendem o chamamento do Conselho Federal Gestor Do Fundo De Defesa Dos Direitos Difusos (CFDD) para a formação de um Banco de Projetos, composto por Propostas de Trabalho encaminhadas por órgãos ou entidades públicas e Organizações da Sociedade Civil (OSC) que versem sobre a promoção e reparação de bens e direitos relacionados ao meio ambiente; ao consumidor; ao valor artístico, estético, histórico, turístico e paisagístico; à ordem econômica e a outros interesses difusos e coletivos.