Notícias

PRESENTEAR SIM, ACIDENTAR NÃO

19/12/2016 - Rita de Cássia Silva

Dezembro, mês das festas e com ele as trocas dos presentes, os mais variados tipos, cheios de significados e fantasias para quem os recebem, principalmente para as crianças que trazem consigo as lindas imaginações das histórias que envolvem o encanto do Natal. Ruas e comércios enfeitados embelezam mais ainda essa data tão esperada e festejada no mundo inteiro.

Mas, infelizmente todo o encanto pode ser interrompido pela falta de responsabilidade de alguns fabricantes que colocam no mercado produtos que podem ameaçar a saúde e a segurança dos consumidores.

Segundo dados do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia), no período de 2006 a 2015, 32,77% dos atendimentos médicos foram motivados por acidentes de consumo. Em uma reportagem divulgada pelo Portal Brasil, em 2014, os brinquedos estão entre os principais causadores de acidentes domésticos com crianças.

A Lei 8.078/90 do Código de Defesa do Consumidor assegura no Art. 6 que a vida, a saúde e a segurança são direitos básicos do consumidor; já o Art. 8 alerta que os produtos e serviços colocados no mercado não deverão apresentar riscos à saúde ou segurança dos consumidores.

Portanto, fica aqui o alerta para todos nós, não deixemos os encantos do Natal e do Ano Novo serem ofuscados por mais uma estatística de acidente de consumo, mas estejamos atentos na hora da compra e na escolha de nossos presentes, observemos se o produto traz todas as informações necessárias a respeito da identificação do fabricante, data de validade, indicação da faixa etária, manual, enfim, tudo que possa contribuir para que esse momento represente uma feliz lembrança para todos aqueles que amamos.

A Educação para o Consumo do Procon Tocantins com seu núcleo em Porto Nacional junto com toda a sua equipe deseja a todos os consumidores um Feliz Natal e um Ano de 2017 repleto de muita paz, saúde e segurança.

Rita de Cássia Silva

*É coordenadora de Educação para o Consumo do Núcleo do Procon-TO de Porto Nacional

Compartilhe esta notícia